O reino dos cítricos

O momento da tangerina

Ler mais
O momento da tangerina

Na escuridão do inverno, a suculência dos citrinos traz até nós um lampejo do sol do verão. A tangerina é a irmã mais doce da laranja e está no ponto em novembro e dezembro, mesmo a tempo do Natal. Quanta consideração! A nossa relação de amor com esta fonte de vitamina C é de tal modo forte que tem um lugar garantido nas nossas tradições culinárias anuais. Desde cocktails a bolos, cristalizada ou coberta de chocolate, o reino dos citrinos compensa os excessos da época com a frescura que tanto precisamos.

As tangerinas são uma espécie de laranja com uma prole híbrida que inclui a satsuma e a clementina; tão presentes nesta época como as músicas natalícias. Para os japoneses, as tangerinas marcam o início da época festiva. Os imigrantes japoneses recebiam tangerinas como presentes dos seus familiares no Natal, o que provavelmente tem a ver com a tradição de pôr uma laranja no sapatinho. Evocando uma nota de opulência tropical, tornou-se sinónimo dos doces natalícios que fazem com que esta época seja tão especial.

As tangerinas chegaram à Europa no século XIX, vindas da Índia e da China, onde eram cultivadas há mais de 3000 anos. Na cultura chinesa, a tangerina é símbolo de riqueza e boa sorte e tem um papel significativo nas celebrações do ano novo lunar, durante as quais é oferecida como presente e utilizada como decoração. É simplesmente impossível resistir-lhe, portanto porquê tentar?

Uma vez que este citrino tem um lugar tão especial no nosso coração, na Jo Malone London (basta pensar em Lime Basil & Mandarin), demos-lhe uma nova vida em Starlit Mandarin & Honey, a nova fragrância vibrante da estação. Brilhante, vivaz e fresca, é a essência de festas maravilhosas com convidados aperaltados, conversas interessantes e com o som das gargalhadas alegres a aumentar à medida que passam as horas.

Descobrir a história