Sinfonia agridoce

Descubra a história por detrás de Orange Bitters

Ler mais
Sinfonia agridoce

A laranja amarga é um proposta endiabradamente indulgente. Quem não adora um cocktail festivo com um toque de acidez dos citrinos rico e vibrante com uma nota de fundo potente? A laranja é, sem dúvida, o único fruto do Natal… Até o arrependido Ebenezer Scrooge perguntou a Bob Crachit se poderia desculpar-se pelas suas más ações com uma “taça de Smoking Bishop”, um popular ponche dickensiano feito com laranja amarga. Os escandinavos também usam laranja amarga para fazer o seu vinho quente, o glögg, e a casca do fruto é adicionada ao seu bolo tradicional de Natal para lhe dar um toque de amargura. Mais natalício, impossível.

Sim, a laranja amarga tem uma série de usos. Para além de tudo o resto, o gosto pela compota de laranja amarga, um básico do pequeno-almoço inglês, é o que une Henrique VIII ao Urso Paddington. Há uma lenda maravilhosa que diz que esta compota, que em inglês é conhecida como “marmelade”, foi assim chamada porque Maria da Escócia a comia quando estava doente: Marie est malade. Provavelmente não é verdade, mas a rainha já cá não está para confirmar ou negar, portanto…

O principal ingrediente desta compota, a laranja amarga, passou séculos e séculos num vaivém global antes de acabar nas nossas torradas. A planta é originária do Oriente, da China e da Índia, e difundiu-se gradualmente para o Ocidente.

Os romanos gostavam particularmente de utilizar óleo de laranja amarga nos remédios naturais (é um tónico para a fadiga, entre outras coisas). Mas foi algures entre o século X e o século XVI que se acredita que a laranja tenha chegado à Europa ocidental. Os Mouros levaram-na para Espanha e os espanhóis levaram-na para as Américas.

Houve uma época em que cultivar laranjas era considerado algo extremamente requintado. Entre os séculos 17 e XIX só era possível encontrar laranjais nos estabelecimentos mais elegantes e eram considerados um símbolo de riqueza. Está a ver? A laranja amarga tem alma de diva e merece um espaço próprio.

Such is the spirit of our Orange Bitters Candle, which made its first appearance last year. Que o seu toque cítrico, com a envolvência da madeira de sândalo e do âmbar, se espalhe pela sua casa e se instale debaixo da árvore de Natal.

Descobrir a história